Zé Mário participa do Conselho Coletivo do Meio Ambiente

Zé Mário participa do Conselho Coletivo do Meio Ambiente

Nesta segunda-feira, 10, a FETAPE esteve reunida com diversos representantes dos Sindicatos Rurais, no Conselho Coletivo do Meio Ambiente, realizado em Carpina, além do Conselho de Agrária e do Conselho Agrícola, com o objetivo de fomentar políticas públicas voltadas para a agroecologia no estado de Pernambuco, fortalecendo a Agricultura Familiar.

O Presidente, Zé Mário esteve presente no Conselho, manifestando o interesse de Gravatá em tais políticas, contribuindo para para essa conjuntura em outros municípios pernambucanos.

Conforme dados apontados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), consolidados em 2006, a empregabilidade nesse tipo de agricultura alcança aproximadamente 70%, o que torna evidente sua importância e presença à realidade brasileira.

É imprescindível destacar que o modelo de agricultura de produção familiar é responsável pelo abastecimento de alimentos básicos ao mercado de consumo, dentre os quais a mandioca, o feijão, o milho, o arroz, o leite, a carne suína e aves produzidas no campo.

É de fácil entendimento que a agricultura familiar é a fonte de renda de inúmeras famílias brasileiras e, além disso, alimenta uma cadeia econômica de grande complexidade. Nota-se, ainda, que muito embora esse tipo de produção seja de extrema relevância à realidade nacional, os produtores carecem de tecnologias e informações de qualidade para a potencialização de sua produção.

A agroecologia se contrapõe ao abuso de insumos industriais. Trata-se de uma ciência que busca o entendimento dos agrossistemas complexos, tendo como princípio a conservação e a ampliação da biodiversidade para produzir autorregulação e sustentabilidade. Desse modo, busca-se diminuir a artificialização do ambiente natural por meio da agricultura.

Portanto, verifica-se que a agroecologia visa ao encontro de alternativas de adaptação das variedades à restrição de cada ecossistema agrícola, a fim de potencializar a produção do agricultor familiar, de modo a respeitar o meio ambiente, oferecendo instrumentos que incrementem sua produção sem pôr em risco a qualidade do meio ambiente e a saúde financeira do trabalhador.

Na pessoa de Zé Mário, o Sindicato Rural de Gravatá, trabalhando junto à FETAPE pela causa rural.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *